Ex-dependente químico, jovem testemunha como se libertou das drogas: “Em Cristo”


O mundo das drogas sempre foi um desafio para as famílias, pois uma vez que um de seus membros embarcam nessa jornada, fica cada vez mais difícil sair, trazendo tristeza e desgaste emocional e também espiritual para todos.

O apoio correto nessas situações, principalmente por parte de pessoas cristãs, é fundamental. A história de Mateo Agudelo relata bem esse fato. Ele já era de família cristã, mas mesmo assim, devido às amizades, se permitiu influenciar para o caminho das drogas.

Na época ele tinha 14 anos e sua mãe sempre o alertava sobre esse perigo.  “Todo dia eu aconselhava meus filhos sobre o perigo das drogas. Eu não conseguia entender por que meu filho tomou a decisão de usar drogas. O que eu fiz errado?”, perguntava-se a mãe dele, Gladys.

Mateo morava na cidade, onde as drogas é um grande problema em Currulao, Colômbia. Sua mãe diz que o desempenho dele na escola começou a cair e chegou a ser expulso, pois de um menino doce e educado, passou a ser grosseiro e arrogante.

“Quando muitos dos meus amigos começaram a usar drogas, era com estilo e eu pensei que deveria estar usando drogas, porque eu poderia ser mais poderoso de alguma forma”, disse Mateo, falando do motivo pelo qual entrou nesse mundo sombrio.

Mas a igreja que sua família sempre frequentou, inclusive ele, tem um programa que se chama Compaixão. Foi através desse programa que a vida do Mateo começou a mudar, pois a música foi algo que sempre o atraiu, e pra ele continuar tocando bateria nos eventos, instrumento que tanto gosta, teria que permanecer no programa.

“Quando cheguei ao projeto, nunca me senti rejeitado pelas pessoas de lá”, diz Mateo. “Eles diziam ‘Mateo, você veio!’, cheios de felicidade.”

A equipe do projeto sabia do uso de drogas do Mateo, mas decidiu não confrontá-lo, e permanecer trabalhando com ele, através do amor e atitudes de compaixão. Foram esses gestos que fizeram com que o adolescente se libertasse.

Foi num retiro espiritual que aos 16 anos Mateo entregou a sua vida a Jesus e abandonou as drogas. O adolescente voltou a sua vida normal, retomou seus estudos, tira boas nota e pretende estudar mecânica e abrir o seu próprio negócio.

“O projeto foi a porta que permaneceu aberta para Mateo quando outras foram fechadas. A equipe do projeto ajudou Mateo e mostrou a ele o amor de Deus. Deus tocou a vida de Mateo através do projeto”, diz seu pai, Eduardo.

“Eu pensava que podia fazer as coisas sozinho, mas agora sei que, por todas as coisas, tenho força, em Cristo me fortalecer”, diz Mateo. “Não há nada melhor do que entregar nossas vidas a Jesus. Vou viver para servir a Deus.”

Hoje o rapaz ajuda outros jovens, alertando sobre o perigo das drogas, testemunhando a sua história de vida e ensinando como Deus transforma vidas, mesmo que a condição de dependência esteja no meio do caminho, segundo o Compassion.





Esta Noticia Apareceu Primeiro em Source link

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
radio gospel vidaa.com